Matérias

Em Vitória da Conquista, CEDASB participa da Greve Geral realizada em todo Brasil – Nenhum Direito a Menos ! ! !

“Nossos direitos vêm! Se não vir nossos direitos, o Brasil perde também”.

 Na manhã desta sexta-feira, 28, o CEDASB (Centro de Convivência e desenvolvimento Agroecológico do Sudoeste da Bahia) juntamente com outras entidades da sociedade civil organizada – movimentos sociais, organizações do funcionalismo ligadas à gestão municipal local, servidores/as públicos, sindicatos de diversos segmentos da sociedade, grupos populares, representantes e membros de associações e cooperativas, lideranças de comunidades rurais e urbanas, comunidade escolar e acadêmica, Igrejas, gente do campo e da cidade participaram da Greve Geral realizada em Vitória da Conquista e em todo Brasil por Nenhum Direito a Menos. Greve essa, ocorrida devido ao desmonte de direitos em todos os setores que compõe a sociedade como um todo. Principalmente pela retirada de direitos trabalhistas e a reforma previdenciária sendo executada pelo governo ilegítimo de Temer.

A manifestação concentrou-se na Praça Barão do Rio Branco (centro da cidade), saiu em direção ao terminal de ônibus Lauro de Freitas, seguindo depois para a Av. Integração (BR 116) que corta a cidade de Vitória da Conquista-BA. Cartazes e faixas com expressões e palavras de ordem, gritos de Fora Temer, falas informativas e depoimentos contra a retirada dos direitos trabalhistas e o desmonte da CLT, contra a reforma da previdência e contra o golpismo que vem massacrando o povo brasileiro. Os trabalhadores e trabalhadores demostrou sua indignação e seu grito pelo resgate da democracia.

Equipes do CEDASB carregaram faixas de protesto contra o desmonte dos direitos trabalhistas e contra a reforma da previdência, duas questões em pauta, que se aprovadas, decepará direitos que levaram anos a ser conquistados, à custa da luta e sangue muitos/as. Expressões que se juntaram a inúmeros dizeres e gritos de ordem por Nenhum Direito a Menos expressados nas diversos cartazes e faixas dos trabalhadores/as ali presentes. E esse será sempre o grito de ordem, principalmente pelo povo do Semiárido, que é vivo e pulsante! Campo e cidade unidos contra todo tipo de desmonte de direitos. Essa é a luta de todos/as nós, trabalhadores e trabalhadoras! Luta essa que continua no combate a tudo que venha desmontar os direitos dos trabalhadores/as. Além de Vitória da Conquista, outras cidades da região no entorno da capital do sudoeste baiano também realizaram manifestações contra o desmontes dos direitos trabalhistas, da previdência e de todas as reformas e manobras que atinjam negativamente os trabalhadores/as em seus direitos básicos.

Texto e Imagens – Comunicação CEDASB

Foto da Capa – Milena/Cedasb

free vector