OOO Sala de Leitura | Categories | Cedasb | Page 2

Sala de Leitura

AGROECOLOGIA – Defensivos Alternativos

Quando existe um equilíbrio entre as espécies, nenhuma chega a ser uma “praga”, portanto, precisa-se manter o equilíbrio da natureza, através da preservação de sua vegetação, como matas, bosques, árvores, pomares, onde estas espécies conseguem viver. É importante manter algumas plantas, que servem de abrigo e local de reprodução dos insetos “amigos”.

Por, equipe de ATER/Cedasb

Clique no título e depois em download e baixe o arquivo em word.

AGROECOLOGIA – uso de cinzas de madeira como fertilizante

Você pode usar as cinzas da lareira a lenha ou de uma fogueira para nutrir o jardim. As cinzas da madeira contêm a maioria dos nutrientes essenciais que as plantas precisam para se desenvolverem. Saber usá-las como fertilizante permite reciclar resíduos e, ao mesmo tempo, ajuda a manter um jardim exuberante.

Clique no título do arquivo depois clique em download. Ao baixar e abrir o arquivo, posicione o cursor do mouse com a tecla Ctrl pressionada sobre os quadros brancos, clique e acesse as informações.

AGROECOLOGIA – Cuidando do Solo

O solo é a base da vida e da alimentação humana, mesmo assim, ainda não são tomadas medidas mais próativas para evitar a degradação, especialmente em regiões semiáridas, como o Nordeste do Brasil, onde a desertificação está aumentando a cada ano.

A cartilha “Cuidando do solo”, da série “Agroecologia” apresenta, baseada nestes princípios, algumas tecnologias de manejo ecológico para a preservação e melhoria da fertilidade dos solos. A prática de agricultores(as) agroecológicos(as) mostra bons resultados e cada um faz sua parte para cuidar das terras dando sustentabilidade à agricultura no semiárido nordestino.

Clique no título e depois em Download e baixe a cartilha em pdf.

AGROECOLOGIA – Segurança Alimentar e Agricultura Sustentável

O modelo agrícola convencional, centrado no uso abusivo de recursos naturais e de agroquímicos de síntese, permitiu aumentar a produção e produtividade de alguns cultivos em certas regiões, mas vem causando forte agressão ao ambiente, sendo insustentável a longo prazo. Ademais, prioriza a produção de commodities e responde mais ao mercado do que às reais necessidades alimentares da população. Esta situação somente poderá ser revertida no momento em que o projeto de desenvolvimento nacional definir o
atendimento dos requerimentos alimentares e nutricionais como a principal meta da produção agropecuária, pois hoje existem 44 milhões de brasileiros que não têm atendida sequer sua dieta quantitativa. Contudo, a Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável passa pela implementação de estilos de Agricultura Sustentável baseados nos princípios da ciência Agroecologia.

Clique no título e depois em DOWNLOAD e baixe o arquivo em pdf.

Etnodesenvolvimento e suas implicâncias na compreensão da Agroecologia

O artigo discute o conceito de etnodesenvolvimento local no contexto da proposta universalista do desenvolvimento econômico por um lado e do crescente reconhecimento da diversidade cultural por outro. Usando uma perspectiva antropológica, o texto analisa as variadas críticas levantadas contra o modelo hegemônico vigente de desenvolvimento junto com o surgimento de novas propostas para um etnodesenvolvimento centrado nas reivindicações e necessidades de determinados grupos étnicos da América Latina, com ênfase nos grupos indígenas do Brasil. Propõe que a noção de autonomia cultural esteja na base de qualquer programa de etnodesenvolvimento, ao mesmo tempo em que reconhece a necessidade do grupo étnico elaborar estratégias de interação com os mercados regional, nacional e internacional. O texto conclui com uma breve revisão tanto dos perigos quanto dos desafios da procura de um etnodesenvolvimento ambientalmente sustentável.

Clique no título e depois em DOWNLOAD e baixe o arquivo em pdf.

AGROECOLOGIA – Conceitos e Princípios

O presente artigo pretende ser uma contribuição ao debate conceitual sobre Agroecologia e, ao mesmo tempo, um texto de apoio para os formuladores e executores de programas de Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER que sigam as orientações da nova Política Nacional de Ater, instituída no âmbito do Ministério do Desenvolvimento Agrário, a qual destaca a importância de ações capazes de dar sustentação a um efetivo processo de transição agroecológica, baseada nos princípios da Agroecologia.

Clique no título e depois em DOWNLOAD e baixe o arquivo em pdf.

« Página anterior