Matérias

Extensão Rural e Assistência Social, dois conceitos que se completam dentro da ATER AGROECOLÓGICA (CEDASB/SEAD)

O projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER AGROECOLÓGICO (Cedasb/Sead) realizou nos últimos meses, uma série de atividades práticas e de formação continuada com agricultores e agricultoras assistidos/as pelo projeto. Dentre as quais, atividades de “Dia de Campo” sobre uma série de temas escolhidos de acordo à escolha de comunidade e Oficinas Temáticas de artesanato (customização) e cursos em Associativismo; todas essas atividades realizadas conforme a demanda e escolha de cada localidade. E nesse emaranhado de atividades a ATER colocou em prática uma de suas grandezas de realização, que é a EXTENSÃO RURAL. Que numa perspectiva social assistiu e contribuiu para o desenvolvimento social de algumas famílias inseridas no projeto, que ainda não tinham acesso a direitos básicos que lhes são garantidos por lei.

Durante o projeto foram realizadas visitas domiciliares, onde as famílias foram orientadas quanto à higienização do ambiente. Assim como, foram realizados acompanhamento familiar, tendo em vista, à emissão de documentos pessoais, como o CPF/ RG e outros documentos necessários para realização da matrícula das crianças na rede escolar. E a partir desses encaminhamentos, acessarem os diversos programas sociais e demais benefícios, como cadastramento da conta de luz na tarifa social, aposentadoria rural, salário maternidade e o auxílio doença.

Com o acompanhamento da pessoa da Assistente Social do Projeto de ATER/CEDASB, pessoas que tiveram o benefício do “Bolsa Família” interrompidos voltaram a receber, por meio da intermediação e diálogo com a Assistente Social dos municípios onde  a ATER executou o projeto. Mães puderam acessar o “Salário Maternidade” recebendo as devidas orientações e a devida assistência no preparo da documentação necessária e agendamentos no INSS. Bem como, no acompanhamento e auxílio do recebimento do Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social (BPC) e Auxílio Doença, que beneficiaram positivamente pessoas que se encontravam sem informação de acesso a esses benefícios de apoio, e desassistidas por políticas de assistência social que lhes são de direito.

A alegria de quem passou por todos esses processo de acompanhamento e assistência social é algo que não tem preço. Ainda há muito que se fazer, mas aquilo que foi feito é de muita “valia” e de uma grandeza estimável para toda a equipe de ATER, e de modo especial para essas famílias de agricultores/as, que conseguiram acessar aquilo que lhes é de direito. É desse contexto que a expressão Extensão Rural ganha real sentido e significado dentro da execução do Projeto de ATER/CEDASB. Onde a pessoa humana como um todo, e de modo particular agricultores e agricultoras tenha sua dignidade garantida e resguardada de toda ameaça e mazela social. O Projeto de ATER AGROECOLÓGICO é uma realização do CEDASB em parceria com a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD).

Texto – Comunicação Cedasb

free vector