Matérias

PROJETO CISTERNAS NAS ESCOLAS-CEDASB FINALIZA OFICINAS COM EDUCADORAS/ES DOS MUNICÍPIOS DE ANAGÉ E VITÓRIA DA CONQUISTA.

O Projeto Cisternas nas Escolas finda a Oficina de Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido com os educadores/as dos municípios de Vitória da Conquista e Anagé, com louvor e sensação de dever cumprido. O segundo módulo, teve início com a apresentação dos “prazeres de casa” desenvolvidos pelos professores/as, que é a realização de alguma atividade pré-determinada e de cunho contextualizado diretamente com os alunos/as fora das quatro paredes da escola ou mesmo em sala de aula. Assim sendo, foi discutido sobre o rebatimento da mudança pedagógica de abordagem de temas atinentes à região semiárida, e o quanto essa mudança agrega no trabalho dos educadores/as.

Foi debatida a essência da ECCSA (Educação Contextualizada para Convivência com o Semiárido), abordando as vertentes pedagógicas que culminam numa educação transformadora, debruçando e bebendo da fonte do saber da Profª. Adelaide Pereira da Silva, integrante da Rede de Educação do Semiárido Brasileiro (Resab), a partir da leitura e discussão do seu texto intitulado: “O conceito de educação contextualizada na perspectiva do pensamento complexo – um começo de conversa”. A ressignificação acontece quando o re/conhecimento se consolida, e essa assertiva se materializa no terceiro módulo, onde juntos pudemos vivenciar, por meio de um intercâmbio, um semiárido que pouco é visibilizado pela mídia: o semiárido das possibilidades!!!! Na visita à Comunidade de Bom Jesus de Cima, no município de Bom Jesus da Serra, foi possível os educadores/as observarem, analisarem, conectarem, e re/significar seus olhares sobre a Caatinga, a catingueira/o, o conhecimento, o saber popular e sobre o trabalho comunitário realizado na contramão da lógica capitalista de reprodução da vida. Foram momentos de formação densa e de um grande aproveitamento no processo de debate e aprofundamento dos professores/as que participaram desses momentos.

Por fim, a equipe, na pessoa da Coordenadora Eliane Almeida, expressa a grande satisfação e gratidão da vivencia e realização de cada passo do projeto: “Nós da equipe do Cisternas nas Escolas do CEDASB, agradecemos cada um e cada uma que mergulharam nessa história conosco, que deram significado e significância ao nosso trabalho. MUITO OBRIGADA!!! Fica a saudade do convívio, e a certeza que a luta está apenas começando”.

Texto/imagens – Equipe Cisternas nas Escolas

 

IIº Módulo

 

IIIº Módulo

free vector