Sementes do Semiárido

 Uma das maiores riquezas que poderíamos herdar de nossos antepassados.

As sementes crioulas são, sem dúvida alguma, uma das maiores riquezas que poderíamos herdar de nossos antepassados. Elas são como tesouros passados de geração em geração, e que carregam histórias de vidas e suas próprias identidades. O Projeto Sementes do Semiárido, uma das frentes de lutas da ASA, executado pelo CEDASB, suscita e fortalece a discussão sobre a importância das sementes crioulas na promoção da autonomia e soberania alimentar das famílias, e o quanto trazem em si a história das comunidades e de sua agricultura agroecológica. As sementes nominadas crioulas, da paixão, da terra, da resistência, do coração, dos nossos pais, estão constantemente ameaçadas pela difusão e proliferação da transgenia, o que remete a urgência de incentivarmos o resgate e plantio das variedades endógenas, ou seja, das variedades pertencentes à história agrícola da comunidade. Dessa forma, as ações do Projeto Sementes do Semiárido trouxeram consigo o trabalho de resgate, preservação, valorização, empoderamento e multiplicação das sementes crioulas nas comunidades do campo, enaltecendo o protagonismo das mulheres, que são, em sua maioria, as grandes guardiãs das sementes. São elas as verdadeiras mães dessas sementes que geram vidas.

“A nossa (R)evolução começa pelas sementes, que sejam crioulas, que sejam da nossa gente.”

por Milena Mendes

Nenhum resultado encontrado

A página que você solicitou não foi encontrada. Tente refinar sua pesquisa, ou use a navegação acima para localizar a postagem.