Matérias

Agricultores e Agricultoras de Cândido Sales e Anagé beneficiados pelo P1+2, participam da Visita Intermunicipal entre Agricultores e Agricultoras Familiares para Multiplicação de Experiências

Beneficiários do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), dos municípios de Cândido Sales e Anagé participaram nos dias 13 e 14 de setembro da Visita Intermunicipal entre Agricultores e Agricultoras Familiares para Multiplicação de Experiências.

Na visita à comunidade Poço Dantas em Planalto/ BA, os agricultores e agricultoras beneficiados puderam conhecer com o agricultor experimentador Cleiton e sua família o Sistema Bioágua Catingueiro. A tecnologia consiste na filtragem dos resíduos presentes na água cinza (água residual decorrente de processos domésticos como lavar roupa, lavar louças e tomar banho) e na digestão e absorção da matéria orgânica por população de microorganismos e minhocas que permitem a devolução da água ao meio ambiente sem prejudicá-lo. Com esse sistema a água de reuso pode ser destinada à produção alimentos para a agricultura familiar. O agricultor Otaviano, morador em Anagé, ao ver o sistema já foi logo perguntando sobre o modo de construção, custos e modos de comercialização.

A visita que começou pela manhã se estendeu durante todo o dia. E todo mundo participou. Debateram sobre convivência com o semiárido, o reuso da água e a importância dessa mudança para o meio ambiente, políticas públicas, soberania camponesa e conjuntura política. Foi seu Gilberto quem ressaltou a importância da troca de experiências “minha gente é em momentos assim que a gente se fortalece! Na atual situação política, nós que tivemos nosso voto deslegitimado temos que nos unir, valorizar nosso trabalho de agricultor e nos organizar, pois só assim não perderemos tudo o que conquistamos com muita luta e suor. Findada as discussões nesse primeiro momento os agricultores visitantes depois dos cânticos e oração se despediram da comunidade Poço Dantas e seguiram para o Sítio Sul em Vitória da Conquista.

No dia seguinte os agricultores visitantes conheceram o NUPEBEM (Núcleo de Permacultura do Bem) e as experiências que o equipe vem desenvolvendo. Divididos em grupos os agricultores e agricultoras foram ver de perto o cultivo em agrofloresta e o meliponário de abelhas sem ferrão. Assim, enquanto Milena e Ricardo explicavam sobre o manuseio e cuidado com as abelhas a um dos grupos, Elisa e Micael mostravam a qualidade e a diversidade dos alimentos, arvores nativas e frutíferas cultivadas em agrofloresta. Dona Maria ficou admirada com tanta beleza “quando a Elisa me falou como era o solo antes dele se tornar o que é hoje eu não acreditei. Principalmente porque a gente tem nossa rocinha e fica achando que a nossa é pior que a dos outro. E não é, só precisa de coragem pra pôr em prática e depois cuidado e isso eu tenho!”

A troca de saberes não parou por aí. Depois de conhecer cada uma das experiências os agricultores e agricultoras se reuniram na plenária para sistematizar o que haviam visto. Na conversa os agricultores e agricultoras viram que além do alimento de qualidade, proteção do solo, manejo responsável a agricultura familiar é sim um mercado promissor. A Visita Intermunicipal também possibilitou a todos verem o valor de seu trabalho e a importância de disseminar com os outros agricultores o que viram nos dois dias. Nesse sentido, a Visita Intermunicipal atingiu sua finalidade; contribuir com o processo de mobilização social para a convivência com o semiárido.

Por: Equipe de Comunicação CEDASB

dscn0077 dscn0078 dscn0083 dscn0085 dscn0097 dscn0100 dscn0106 dscn0116 dscn0126 dscn0135 dscn0029 dscn0037 dscn0039 dscn0047 dscn0049 dscn0052 dscn0059 dscn0061 dscn0064 dscn0069

dscn0214 dscn0320

dscn0166 dscn0186 dscn0225 dscn0229 dscn0232 dscn0248 dscn0258 dscn0291 dscn0302 dscn0315

free vector